Teuda Bara lê “Aqui ninguém é burro” de Augusto Boal

No início da década de 1990, Augusto Boal é eleito vereador do Rio de Janeiro pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Realizou seu mandato na Câmara de Vereadores entre 1993 e 1996. Ao final, publicou um livro chamado “Aqui ninguém burro”, com alguns de seus pronunciamentos-desabafos. O Instituto Augusto Boal convidou algumas pessoas para lerem trechos do livro. Teuda Bara, integrante do Grupo Galpão, lê trecho do capítulo “As leis do mercado e a lei do leão”.

Inês Peixoto lê “Aqui ninguém é burro” de Augusto Boal

No início da década de 1990, Augusto Boal foi eleito vereador do Rio de Janeiro pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Realizou seu mandato na Câmara de Vereadores entre 1993 e 1996. Ao final, publicou um livro chamado “Aqui ninguém burro”, com alguns de seus pronunciamentos-desabafos.

O Instituto Augusto Boal convidou algumas pessoas para lerem trechos do livro. Inês Peixoto, integrante do Grupo Galpão, lê trecho do capítulo “Diretos Humanos são humanos”.

Inauguração da Biblioteca Boal na Universidade de Buenos Aires

Foi inaugurada na Universidade de Buenos Aires, no Instituto de Artes del Espectaculo a Biblioteca Boal. Na próxima segunda-feira, dia 22 de Maio, será projetado o documentário “Tras las huellas de Augusto”, realizado pela produtora argentina VacaBonsai e por Cora Fairstein, Paula Cohen e Debora Markel. O documentário é sobre a passagem de Augusto Boal pela Argentina e os seus encontros com os teatreros portenhos.

O documentário na íntegra está em espanhol no canal do Youtube da produtora:
https://www.youtube.com/watch?v=dVslx8OmE3k