Peça para falar, palco para ocupar – Encontros entre o MST e o Teatro. Monografia de Márcia Maria Nóbrega de Oliveira.

Em sua monografia de graduação defendida em 2006 no Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília, a autora, a partir de sua experiência no grupo “O avesso da máscara”, primeiro grupo de Teatro do Oprimido do DF fundado como consequência dos trabalhos da Brigada Nacional Patativa do Assaré do, MST, traça aproximações e distanciamentos entre os conhecimentos da Antropologia, Literatura e Teoria do Teatro. Intitulada “Peça pra falar, palco pra ocupar: encontros entre o MST e o teatro”, a forma da monografia aproxima-se a de uma peça teatral, ou, mais exatamente, de uma peça de teatro épico. Com esse objetivo, a autora divide o trabalho em três atos, cada um dedicando-se especificamente à relação com uma das áreas de conhecimento acima abordadas. Desse conjunto, destaca-se o terceiro ato no qual ela analisa três peças de dois grupos da Brigada Nacional de Cultura: as peças “Trapulha” e “Contraponto” da Brigada de Agitação e Propaganda Semeadores, do MST/DF; e a peça “Posseiros e Fazendeiros” do grupo Filhos da Mãe… Terra, do MST/SP.

 

Acesse a monografia na íntegra aqui.