Augusto Boal, Miguel Torres e o Teatro El Local

Em setembro o Instituto Augusto Boal dedicará suas publicações a difusão do Teatro latino-americano, apresentando diversos grupos e suas conexões com o trabalho de Augusto Boal. Esta semana nos dedicamos ao teatro colombiano.

A Fundação Cultural Teatro El Local foi fundada em 1970 em Bogotá pelo dramaturgo e diretor Miguel Torres. Surgiu de uma efervescência de grupos teatrais na Colombia entre os anos de 1960 e 1970, como o já citado Teatro Experimental de Cali (TEC) e o La Candelaria.  O El Local tem uma rica trajetória reconhecida nacional e internacionalmente. Suas obras abordam temas como a justiça e os conflitos sociais, enfatizando a realidade latino-americana sem perder o foco na criação de uma dramaturgia propriamente colombiana. Em anos de funcionamento, o teatro realizou numerosas montagens teatrais, entre elas La siempreviva, selecionada como uma das cinco obras mais importantes do teatro colombiano do século XX.

Em 1973 Miguel Torres dirigiu a peça escrita por Augusto Boal O grande acordo internacional do Tio Patinhas.

AB.ETPt.001

Em 1977 Miguel Torres adaptou e dirigiu no Teatro El Local o texto de Gabriel Garcia Marquez “A incrível e triste história de Cândida Erêndira e sua avó desalmada” e em 1983 Augusto Boal dirigiu a adaptação traduzida para o francês no TEP (Théatre de l´Est Parisien).

Acervo Instituto Algusto Boal

Todo material aqui divulgado pode ser acessado em nosso Acervo Online: http://www.acervoaugustoboal.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s