A luta contra a violência de gênero

Teatro do Oprimido na luta contra a violência de gênero, por Alvim Cossa

Sábado, 8 de dezembro, o Grupo do Teatro do Oprimido-Maputo participou da abertura da Marcha dos Homens pela Paz e contra a violência de Gênero. A marcha, convocada pela organização Homens pela Mudança – HOPEM, acontece no contexto dos 16 dias de ativismo contra a violência de gênero, que mobilizam ativistas e organizações do mundo inteiro no período que vai de 25 de novembro, Dia Internacional de Combate a Violência contra a Mulher, até o dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

A marcha contou com o apoio da ONU Mulheres. O Grupo do TdO apresentou duas peças sobre a violência contra  a mulher que contaram com uma forte participação do público e foram muito bem recebidas. O impacto  foi forte, mostrando a todos que é possível mudar essa realidade e as atitudes dos homens em relação à violência contra a mulher.

A Marcha pela Paz que seguiu a apresentação reuniu cerca de mil pessoas, homens e mulheres, pelas ruas de Maputo com o objetivo de conscientizar as populações, sobretudo os homens, sobre a urgência de lutar contra um mal que afeta cerca de 55% das mulheres em Moçambique. O objetivo é uma melhor implementação da lei de 2009 contra a violência doméstica.

Esse evento, abre perspectivas para uma parceria permanente entre o GTO-Maputo e a ONU Mulheres na mobilização pela igualdade de gênero e o empoderamento da mulher em Moçambique.

(*) Alvim Cossa é Coordenador Geral do GTO-Maputo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s