Elogio à preguiça

No dia 27 de setembro fomos na Academia Brasileira de Letras assistir a fala de Maria Rita Kehl no contexto do ciclo organizado por  Adauto de Novaes
Maria Rita é membro do nosso conselho diretivo
Rita falou sobre a preguiça no samba, os malandros, a boemia  lembrando  textos como  a ” Dialética da malandragem ” de Antonio Candido onde a malandragem é analisada sob a ótica de uma resistência  a exploração do trabalho
Ela falou com o seu brilhantismo de sempre mas o que mais nos surprendeu é que ela cantou linda e afinadamente , ilustrando a sua palestra com diversos trechos de sambas , começando com sambistas como Wilson Batista , passando por Noel e terminando com Chico
A sala,  lotada,  aplaudiu de pé!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s